Friday, June 16, 2006

Medonho Correio

Pronto.
Eu não consigo mais passar naquele café se não fizer isto hoje aqui.

Não é meu hábito escrever textos de maledicência directamente dirigidos a um indivíduo específico. Mas de hoje não passa.

Eu sou daqueles infelizes que, na sua ida para o trabalho, tem o hábito de parar num tasco e beber o café para acordar. Infeliz, não pela qualidade do tasco, que a tem toda para merecer semelhante epíteto, mas pela reduzida escolha jornalística que oferece. É que este tasco só tem dois jornais pela manhã, que são os mesmo que tem pela tarde.

Assim, todas as manhãs passo os olhos no Correio da Manhã e, três vezes por semana, posso regalá-los no Setubalense.

E não há um único dia em que não venham os restos do jantar do dia anterior à boca ao passar os olhos naquele jornal de sarjeta, que é o que aquilo é.

Claro que todo o jornal é uma náusea, desde os desenhos dos pretos que assaltam crianças, até à forma como tratam os assuntos da política nacional, passando pelas primeiras páginas que mais não são senão propaganda anti-democrática e anti-parlamentar.

Mas, confesso, se tudo isso me enoja, é, simultaneamente, algo que compreendo. Aquele "jornal", a sua direcção e edição estão a cumprir o seu papel. Por isso é que tenho nutrido um ódio especial por um anormal que escreve na última página. Dá pelo nome de Ferreira Fernandes e deve ter um daqueles cursos superiores em TUDO.

Ele dá aulas de ética e moral, desporto, política, economia, religião e por aí fora, sem limites nem barreiras que o possam calar. Ora este energúmeno fala de tudo com tal displicência que juro que é das poucas pessoas a quem me apetece bater, mas bater mesmo.

Este senhor julga que pode dizer o que quiser de quem quiser, dando-se ao luxo de insultar os mortos, fazendo-se valer duma sapiência de algibeira que foi buscar aos filmes do hollywood.

Tirem esse homem daí, o CM não precisa de ir tão baixo para ser mau... a sério, ganham o prémio de melhor papel higiénico para suínos mesmo sem o Ferreira Fernandes.

3 comments:

Basimah said...

Hihihi!
No próximo post também podes falar mal do Miguel Sousa Tavares...?
Sabes que eu raramente me irrito, mas ele dá-me a volta ao estômago.

pedras contra canhões said...

acredita que já vontade não me faltou. mas a esse não batia... mandava-o só trabalhar para ver o que é bom. (de maneira a que nunca mais escrevesse nada num jornal nem dissesse palavra iluminada na tv)

Basimah said...

Está bem... valeu a intenção.